Sebastião Melo quer incentivar o empreendedorismo para vencer a crise

Sebastião Melo quer incentivar o empreendedorismo para vencer a crise

Candidato à prefeitura de Porto Alegre pelo MDB concedeu entrevista à Guaíba

Henrique Massaro

Sebastião Melo (MDB) quer facilitar a abertura de negócios na Capital

publicidade

Apostando em sua experiência como vice-prefeito de 2013 a 2017, o agora candidato a prefeito Sebastião Melo (MDB) quer facilitar o empreendedorismo para vencer a crise financeira e afirmou que, se eleito, eliminará a exigência de alvará para a abertura de pequenos negócios e permitirá o funcionamento de todos os estabelecimentos comerciais que respeitem exigências sanitárias contra o coronavírus. “No dia 1º de janeiro, se o povo nos escolher, se tiver algum negócio fechado, um decreto vai sair um minuto depois da posse dizendo que toda atividade de Porto Alegre, com os protocolos necessários, vai voltar a funcionar”, afirmou.

O candidato também disse que suspenderá as cinco parcelas de 20% de aumento de IPTU previstas a partir do próximo ano. Na sua avaliação, a base de cálculo do IPTU comercial é muito elevada e não se sustenta. Por isso, entende que, mesmo que a interrupção represente abrir mão de receita, ao mesmo tempo pode ser uma estratégia de gestão que propicie um ambiente favorável à abertura de negócios. Melo ainda se comprometeu a utilizar os recursos para revitalizar a área central da cidade, garantindo que não cobrará pedágio para que veículos acessem a região. “Vamos usar o IPTU como instrumento indutor do embelezamento do Centro.”

Atualmente deputado estadual, o candidato disse ter sido um vice-prefeito que trabalhou a favor de Porto Alegre. Afirmou que, se agora tiver a caneta para a tomada de decisões, fará uma gestão colaborativa, colocando o empresário como amigo da Capital. Garantiu, por exemplo, que designará que seu vice, Ricardo Gomes (Dem) para trabalhar na regulamentação da lei da liberdade econômica e que providenciará o acesso ao microcrédito. “A cidade tem pressa para retomar sua economia.”

Sobre a Saúde, Melo colocou como prioridade preparar Porto Alegre para receber a vacina contra a Covid-19 e disse entender que o Ministério da Saúde deveria priorizar as regiões metropolitanas e os idosos. Também afirmou que tem como desafios realizar mutirões de cirurgias atrasadas, utilizar recursos do SUS par apagar consultas em consultórios médicos e diminuir as filas, além de estender a maior quantidade possível de postos de saúde para funcionamento até as 22h. Ainda comentou que considera necessário incentivar a telemedicina como e outras questões tecnológicas, como a integração do prontuário de pacientes.


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895