Em cerimônia de posse, Aras se compromete com minorias

Em cerimônia de posse, Aras se compromete com minorias

Novo PGR destacou que papel do cargo não é de legislar, gerir e julgar

AE

Aras tomou posse como novo Procurador-geral da República na presença de Bolsonaro

publicidade

Ao lado do presidente Jair Bolsonaro, o novo procurador-geral da República, Augusto Aras, citou a defesa de minorias como uma das prioridades na atuação da PGR. Aras também descartou que seja prerrogativa do catgo gerir, julgar ou legislar. 

Empossado, o procurador-geral destacou que a missão da PGR deve ser a de "induzir políticas públicas, econômicas, sociais, de defesas das minorias". "E, acima de tudo, que tudo se faça com respeito à dignidade da pessoa humana. Esse é meu compromisso", disse nesta quinta-feira.

Em agosto, o presidente Jair Bolsonaro defendeu que queria para o comando do Ministério Público alguém que não tratasse as minorias de "forma xiita". Também disse que buscava alguém para o posto que soubesse "tratar minorias como minorias" e que entendesse que "as leis têm que ser feitas para a maioria e não para as minorias".


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895