Ex-aliada, Zambelli diz que Sergio Moro "já estava vendido"

Ex-aliada, Zambelli diz que Sergio Moro "já estava vendido"

Deputada federal pelo PSL-SP foi alvo de ação da PF nesta quarta-feira

Por
R7

Moro foi padrinho de casamento da parlamentar em 14 de fevereiro deste ano


publicidade

Ex-aliada de Sergio Moro, a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) disse nesta quinta-feira que o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública “já estava vendido”.

O comentário da parlamentar ocorre após a operação da Polícia Federal (PF) que cumpriu 29 mandados de busca e apreensão contra bolsonaristas. As ordens foram expedidas pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.

A decisão, que intimou Zambelli a depor à PF, foi criticada pela deputada, que questionou Moro no Twitter sobre a ação. “Prezado, você acha justo o que estão fazendo com cidadãos comuns? Com jornalistas? Esse era você o tempo todo? Meu Deus, como pode alguém se esconder por tanto tempo e tão bem? Liberdade, democracia… nada disso vale pra você? Você não estava à venda, porque já estava vendido”, escreveu.

Moro, por sua vez, não respondeu Zambelli. No entanto, disse que a PF “tem que trabalhar com autonomia”. “Que sejam apurados os supostos crimes no RJ e também identificados os autores da rede de fake news e de ofensas em massa”, afirmou. 

Zambelli e Moro romperam a relação após o ex-ministro da Justiça divulgar uma conversa privada entre ambos no WhatsApp. Moro foi padrinho de casamento da parlamentar em 14 de fevereiro deste ano.