Exposição de cartuns retorna para Câmara de Porto Alegre nesta segunda
capa

Exposição de cartuns retorna para Câmara de Porto Alegre nesta segunda

Presidente do Legislativo acatou liminar determinando a retomada imediata das obras

Por
Correio do Povo

Mônica Leal comunicou presencialmente sua decisão à cartunistas, políticos e entidades


publicidade

Passados nove dias da retirada das obras, a exposição Rir é Risco – Independência em Risco voltará a ocupar o hall da Câmara de Vereadores de Porto Alegre a partir desta segunda-feira. A decisão foi divulgada pela presidente da Casa, Mônica Leal (PP) após a 3ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre conceder uma liminar determinando a retomada imediata da mostra. A decisão do juiz Cristiano Flores ocorreu no início da tarde desta quinta-feira. 

Em reunião nesta quinta-feira — na presença dos vereadores Marcelo Sgarbossa (PT) e Roberto Robaina (PSOL), cartunistas e representantes das entidades Associação Mães e Pais pela Democracia e Juristas pela Democracia —, Mônica comunicou sua decisão de não recorrer a liminar do juiz. A presidente afirmou que sua opinião sobre a mostra não mudou, que a crítica é saudável e deve ser feita de forma respeitosa, mas que “decisão da Justiça não se discute, se obedece”.

A exposição conta com 36 cartuns críticos aos governos dos presidentes do Brasil, Jair Bolsonaro, e dos Estados Unidos, Donald Trump. A mostra havia sido aprovada pela Câmara, e inaugurou um dia antes de ser interrompida. O advogado Renato Nakahara justifica que o ato da Presidência e da Mesa Diretora da Câmara violou pelo menos três direitos previstos na Constituição Federal. São eles a liberdade de expressão artística e os direitos à cultura e informação.