Fachin nega suspensão de processo do triplex e impõe derrota a Lula

Fachin nega suspensão de processo do triplex e impõe derrota a Lula

Defesa do petista havia pedido paralisação da ação até que a Segunda Turma da Corte analisasse a suspeição de Sergio Moro, ainda sem data para ocorrer

R7

STF impõe nova derrota ao ex-presidente Lula

publicidade

O ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), negou nesta quinta-feira um Habeas Corpus da defesa do ex-presidente Lula, que pedia a paralisação da ação do triplex do Guarujá (SP) até que suposta suspeição do ex-juiz federal Sergio Moro fosse julgada na Segunda Turma da Corte.

Com isso, o rito processo continua normalmente.

Na decisão contra Lula, Fachin argumentou que não houve "ilegalidade evidente" no andamento do processo e informou uma medida liminar "constitui medida excepcional por sua própria natureza, que somente se impõe quando a situação demonstrada nos autos representa manifesto constrangimento ilegal, o que, nesta sede de cognição, não se confirma".

Por isso, explicou que, "sem prejuízo de ulterior reapreciação da matéria no julgamento final do presente habeas corpus", indeferiu a liminar. 

O processo que analisará a suspeição de Sergio Moro no caso do triplex está parado na Segunda Turma da Corte desde o ano passado. Caberá ao ministro Gilmar Mendes colocar em votação o caso, o que ainda não tem data para ocorrer.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895