Famurs cria comissão para organizar compra de vacinas

Famurs cria comissão para organizar compra de vacinas

Parceria envolverá Consórcios Públicos do Estado

Correio do Povo

publicidade

A Famurs discutiu com a Associação Gaúcha de Consórcios Públicos (Ageconp) e representantes de vinte Consórcios Públicos do Rio Grande do Sul a formação de uma comissão de trabalho para aquisição de vacinas contra a Covid-19. 

A intenção é possibilitar uma unidade e estabelecer um modelo jurídico de negociação e aquisição das vacinas. “Pela complexidade de aquisição das vacinas, a Famurs, a Granpal e todos os Consórcios Públicos vão criar nesta segunda-feira dentro desta comissão um formato único para a aquisição das vacinas. Nosso movimento de união serve para pressionarmos também o governo federal pela agilização na logística de compra e distribuição das vacinas. Já tenho me manifestado ao governador Eduardo Leite, que o governo do RS deve cobrar de forma mais firme o governo federal", ressaltou o presidente da Famurs, Maneco Hassen.

Maneco Hassen também adiantou que na próxima semana esta nova comissão vai marcar reuniões com o Tribunal de Contas e o Ministério Público para a construção de uma orientação segura de compra das vacinas através da união dos Consórcios Públicos. 

O secretário da Granpal, Eduardo Fagundes, antecipou que na semana que vem será organizada também uma videoconferência com representantes da Pfizer para estabelecer uma negociação com este grupo. A prefeita de Santa Cruz do Sul e presidente do Consórcio Intermunicipal de Serviços do Vale do Rio Pardo (Cisvale), Helena Hermany, destacou que a compra coletiva da vacina com os demais consórcios diminui o valor das unidades, fato que ocorreu em 2020 com os kits de teste rápido. “É um movimento de união importante. Também precisamos vacinar os professores com urgência para termos segurança na retomada das aulas”. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895