Gabinete de crise do RS avaliará medidas emergenciais diante do avanço da Covid-19

Gabinete de crise do RS avaliará medidas emergenciais diante do avanço da Covid-19

Estado registrou aumento expressivo no número de internações

Correio do Povo

Gabinete de crise do RS avaliará medidas emergenciais diante do avanço da Covid-19

publicidade

Durante dois dias consecutivos nesta semana, o governador Eduardo Leite falou sobre o crescimento expressivo das internações no Rio Grande do Sul por conta do novo coronavírus. Preocupado com a situação, o gabinete de crise irá avaliar uma série de medidas emergenciais além da classificação das bandeiras no sistema do Distanciamento Controlado. 

Nessa quinta-feira, em entrevista à Rádio Guaíba, Leite comentou que pediu o levantamento de mais informações sobre o avanço do vírus na última semana no Estado. "Estamos com mais pessoas hospitalizadas tanto em leitos clínicos quanto em leitos de UTI", disse. 

Veja Também

Capital e Litoral 

A cidade de Porto Alegre, por exemplo, voltou a apresentar a maior taxa de ocupação dos leitos de UTI, com o registro de 92,53% da capacidade total. Até a tarde dessa quinta,  dos 807 leitos disponíveis 731 estavam ocupados, sendo 371 por pacientes relacionados à Covid-19 – somando casos confirmados e suspeitos. O número é superior ao registrado nessa terça, data em que a cidade havia batido recorde de taxa de ocupação das UTIs em 2021.

No Litoral Norte, a taxa de ocupação em UTIs também ascendeu. Com 57 dos 62 leitos preenchidos, o percentual de 91,9% é 1,6% superior ao registrado nessa quarta. São 33 os pacientes internados, confirmados com a Covid-19, e sete casos suspeitos. Das sete instituições de saúde monitoradas pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), o Hospital Beneficente Nossa Senhora dos Navegantes é o que opera 100% da capacidade, com seus dez leitos de UTI adulto ocupados, dos quais sete são enfermos com contaminação por coronavírus confirmada. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895