Governo de SP autua Bolsonaro por não usar máscara em ato com motociclistas

Governo de SP autua Bolsonaro por não usar máscara em ato com motociclistas

Deputado Eduardo Bolsonaro e o ministro Tarcísio Gomes também receberam multas no valor de R$ 552,71

R7

Ato percorre principais ruas de São Paulo neste sábado

publicidade

Governo do Estado de São Paulo autuou neste sábado, 12, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por não usar máscara durante uma "motociata" na capital paulista. O valor da multa é de R$ 552,71.

De acordo com o governo estadual, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes também receberam autuações pelo não uso do equipamento de proteção.

"O documento endereçado às três autoridades pontua a necessidade da manutenção das medidas preventivas já conhecidas e preconizadas pelas autoridades sanitárias internacionais, como uso de máscara e distanciamento", diz nota. O uso de máscaras é obrigatório no Estado de São Paulo desde maio de 2020, conforme decreto nº 64.959 e resolução SS 96.

O governo também divulgou o balanço de ações da Vigilância Sanitária Estadual na pandemia. Desde 1º de julho de 2020 até 31 de maio de 2021, foram feitas 312.444 inspeções e 7.340 autuações por diversas infrações às normas de prevenção da Covid-19.

As autuações com base no Código Sanitário a estabelecimentos por descumprimento das regras preveem multa de até R$ 290 mil. Pela falta do uso de máscara, a multa é de R$ 5.294,38 por estabelecimento, por infrator. Transeuntes em espaços coletivos também podem ser multados em R$ 552,71 pelo não uso da proteção facial.

Motociata em São Paulo

O presidente Jair Bolsonaro participa de uma "motociata" com seus apoiadores na ruas da cidade de São Paulo, neste sábado.

Intitulada "Acelera Pra Cristo", a manifestação teve percurso programado de mais de 100 km passando por vias importantes da cidade. A concentração teve inicio no Sambódromo do Anhembi e a previsão de chegada é o Obelisco em frente ao Parque do Ibirapuera, na zona sul da capital.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895