Início da vacinação contra Covid acirra disputa entre Leite e Doria

Início da vacinação contra Covid acirra disputa entre Leite e Doria

Governadores gaúcho e paulista disputam no próximo domingo às prévias do PSDB

Mauren Xavier

Doria e Leite durante encontro nesta terça-feira no Palácio Piratini

publicidade

A disputa, cada vez mais acirrada, entre os governadores Eduardo Leite (RS) e João Doria (SP) ganhou um elemento extra nesta quarta-feira. Faltando quatro dias para a realização das prévias no PSDB, que escolherá quem será o candidato do partido à presidência da República, uma conversa entre Leite e Doria, às vésperas do início da vacinação contra Covid-19, em janeiro, colocou ambos em lados opostos, novamente. 

Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, Leite ligou para Doria, no dia 15 de janeiro de 2021, e teria repassado uma manifestação do então chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, para que a vacinação fosse coordenada nacionalmente. A conversa foi publicada como um pedido de adiamento da vacinação. O que o governador gaúcho nega. 

Dois dias depois da conversa, em 17 de janeiro, a Anvisa deu autorização para que a Coronavac, que teve a articulação do Instituto Butantan, do governo paulista, fosse utilizada no Brasil. No mesmo dia, Doria deu início à aplicação do imunizante, assumindo a dianteira na campanha. No Rio Grande do Sul, a primeira dose foi aplicada no dia seguinte, 18 de janeiro.  

Diante da repercussão da fala, em especial nas redes sociais, Leite manifestou-se. "Em nenhum momento pedi adiamento da vacinação. O ministro (Ramos) me ligou. Eu liguei para o meu colega de partido e colega governador e relatei o telefonema que recebi, pra cumprir a praxe. E dei, inclusive, razão a Doria para iniciar a vacinação."

Esse foi o segundo episódio de atrito entre as candidaturas nos últimos dias. Na segunda-feira à noite, interlocutores de Leite teriam procurado as campanhas de Doria e de Arthur Virgílio sugerindo o adiamento das prévias, em função de possíveis falhas no aplicativo de cadastramento. Doria e Virgilio emitiram nota repudiando o pedido. Leite negou que tivesse feito tal solicitação.

No dia seguinte, ontem, o PSDB nacional manteve a data das prévias. Simultaneamente, Doria e Leite se encontravam, em visita de cortesia, no Palácio Piratini. O governador paulista escolheu o Rio Grande do Sul, terra de seu adversário, para encerrar a campanha das prévias. 


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895