Jefferson: filha diz que família "é perseguida política", PSOL comemora prisão

Jefferson: filha diz que família "é perseguida política", PSOL comemora prisão

Polícia Federal ainda faz buscas na casa do ex-deputado, para aprender armas, munições e aparelhos eletrônicos

AE

Jefferson: filha diz que família "é perseguida política", PSOL comemora prisão

publicidade

A ex-deputada federal Cristiane Brasil, filha do presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, se manifestou nas redes sociais após a determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes de ordem de prisão contra Jefferson no âmbito do inquérito sobre organização criminosa digital contra a democracia, as chamadas milícias digitais.

"Não pretendo falar mais que isso. Mais uma vez a PF tirou minha mãe da cama, às 6h da manhã, que tem 70 anos, dificuldade de locomoção, batendo na casa errada! Ela é meu pai já estão separados há 20 anos! Somos perseguidos políticos - a família inteira, é isso? É a terceira vez pelo menos que vão na casa da minha mãe nesses anos todos de perseguição ao meu pai!", escreveu pela manhã. Roberto Jefferson foi preso logo depois.

"Cerco está se fechando"

O PSOL, por sua vez, comemorou a prisão do presidente nacional do PTB. "Finalmente", celebrou a sigla, alertando aos aliados do ex-deputado que o "cerco está se fechando para essa gangue". "Que agora responda pelas ameaças que fez".

A publicação foi feita pelo perfil oficial do partido no Twitter. Na mensagem, o PSOL compartilhou registros de Jefferson segurando revólveres e um fuzil. Uma das imagens foi retirada de um vídeo que o presidente do PTB postou em grupos do WhatsApp com críticas à China e enaltecendo as Forças Armadas.

"A prisão preventiva se justifica quando a pessoa representa risco iminente a outras pessoas", declarou o partido, reiterando que "com a democracia não se brinca".

Nesta manhã, a Polícia Federal prendeu Jefferson em mandado de prisão preventiva. Além da prisão, a PF ainda faz buscas na casa do ex-deputado, para apreender armas, munições e aparelhos eletrônicos.

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895