Justiça determina que Câmara ouça Marchezan no processo de impeachment

Justiça determina que Câmara ouça Marchezan no processo de impeachment

Comissão irá recorrer da decisão alegando que prefeito não compareceu na data para depor

Correio do Povo

Prefeito busca ser ouvido nos procedimentos da Câmara

publicidade

O processo de impeachment do prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB), que está em tramitação na Câmara de Vereadores, teve mais uma decisão judicial nesta sexta-feira. O prefeito conseguiu o direito de ser ouvido pela comissão. O depoimento de Marchezan havia sido  agendado para o dia 23 de outubro, mas ele não compareceu.

Cerca de 30 minutos antes da sessão,  justificou que aguardava que fossem realizadas ainda as oitivas faltantes. Isso porque três testemunhas indicadas por ele encaminharam manifestação à comissão dizendo que não teriam como colaborar com o debate e declinaram da participação. A comissão aceitou a ausência e marcou a fala do prefeito, etapa seguinte do processo.

Agora, com a decisão, o depoimento deverá ser marcado, alterando o cronograma que estava previsto. O presidente da comissão, vereador Hamilton Sossmeier, informou que irá recorrer da decisão. Segundo ele, o prefeito teve a oportunidade de prestar o seu esclarecimento. “Vamos recorrer ainda no final de semana.”

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895