Justiça Eleitoral cassa mandato da senadora do PSL de Mato Grosso
capa

Justiça Eleitoral cassa mandato da senadora do PSL de Mato Grosso

Colegiado entendeu que Selma Arruda não declarou cerca de R$ 1 milhão na contabilidade de campanha

Por
Agência Brasil

Senadora informou que vai recorrer da decisão e vai provar sua boa-fé

publicidade

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Mato Grosso decidiu nesta quarta-feira cassar o mandato da senadora Selma Arruda (PSL) pela suposta omissão de despesas na prestação de contas da campanha do ano passado. Cabe recurso contra a decisão e a parlamentar poderá continuar no cargo. 

O colegiado entendeu que a senadora não declarou cerca de R$ 1 milhão na contabilidade de campanha. A decisão também atinge o suplente, Gilberto Possamai. 

Em nota, a senadora informou que vai recorrer da decisão e vai provar sua boa-fé. "Estou tranquila com a decisão proferida nesta quarta-feira pelo Tribunal Regional Eleitoral. A tranquilidade que tenho é com a consciência dos meus atos, a retidão que tive em toda a minha vida e que não seria diferente na minha campanha e trajetória política. Respeito a Justiça e, exatamente por esse motivo, vou recorrer às instâncias superiores, para provar a minha boa fé e garantir que os 678.542 votos que recebi da população mato-grossense sejam respeitados", disse a senadora.