Líder do PSB quer derrubar norma da PF sobre armas de fogo

Líder do PSB quer derrubar norma da PF sobre armas de fogo

Regulação surgiu a partir de decreto publicado por Bolsonaro

AE

Cidadão com porte poderá solicitá-lo para até quatro armas

publicidade

O líder do PSB na Câmara, deputado Alessandro Molon (RJ), apresentou projeto de decreto legislativo para derrubar a instrução normativa da Polícia Federal que afrouxou trâmites para concessão de registros de armas de fogo e ampliou o limite de armamentos por pessoa.

A instrução normativa contestada pelo deputado foi formalizada pela PF para regulamentar um decreto do governo, publicado em maio do ano passado, que previa a concessão do registro de até quatro armas por pessoa.

Citando o referendo de 2005 em que a população rejeitou a proibição do comércio de armas de fogo, Bolsonaro argumentou a necessidade do decreto. “O povo decidiu por comprar armas e munições, e nós não podemos negar o que o povo quis naquele momento. Em toda minha andança pelo Brasil, ao longo dos últimos anos, a questão da arma sempre estava na ordem do dia. Não interessa se estava em Roraima, no Acre, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina ou Rio de Janeiro.”


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895