Leite deve aumentar restrições e suspender cogestão por mais duas semanas

Leite deve aumentar restrições e suspender cogestão por mais duas semanas

Medidas buscam reduzir aumento de casos e frear contaminação no Rio Grande do Sul

Mauren Xavier

Leite anunciou novas medidas de restrições

publicidade

O governador Eduardo Leite (PSDB) indicou aos prefeitos, durante reunião nesta tarde, que a bandeira preta e a suspensão da cogestão deverá permanecer por mais duas semanas. Além disso, anunciou novas medidas de restrições. A ideia é tentar conter o avanço da pandemia no Rio Grande do Sul. O encontro buscou avaliar o cenário da pandemia no Rio Grande do Sul. 

Em coletiva, após a reunião com representantes da Famurs e de associações regionais de prefeitos, o governador irá detalhar as medidas. Entre elas estão a venda de produtos nos supermercados. Essa demanda vinha sendo solicitada por alguns setores, que se sentiam prejudicados com a restrição de funcionamento.  

O governo do Estado já havia indicado, em função dos números, que a bandeira preta seria mantida em todo o Rio Grande do Sul por pelo menos mais uma semana. Porém, diante do atual cenário, com um prazo maior será possível identificar resultados mais concretos. 

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895