Leite diz esperar retomada de votação nas prévias nesta quarta

Leite diz esperar retomada de votação nas prévias nesta quarta

Governador criticou ainda Doria e Virgílio, que seriam "um só candidato"

Mauren Xavier

Eduardo Leite concedeu coletiva na noite desta terça-feira

publicidade

Em meio aos impasses internos nas eleições internas, o governador Eduardo Leite afirmou na noite desta terça-feira acreditar na possibilidade de que a votação nas prévias tucanas para indicar o candidato do partido à presidência da República recomece na tarde desta quarta-feira. Segundo ele, a sinalização foi feita pelo presidente nacional da sigla, Bruno Araújo.

Hoje, a executiva nacional anunciou a contratação de uma nova empresa para receber os votos dos filiados. Isso porque, no domingo passado, o partido foi obrigado a suspender o processo de escolha do candidato após uma série de falhas apresentadas pelo aplicativo da Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Faurgs). "O importante é que seja retomado o mais rápido possível e terminar o quanto antes", afirmou, em coletiva, no Palácio Piratini. 

A manifestação de Leite ocorreu pouco depois da coletiva dos dois adversários, o governador de São Paulo, João Doria, e o ex-senador e ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto. Ambos apoiaram a decisão de escolher uma nova empresa para fornecer um aplicativo para  que o partido conclua a votação das prévias presidenciais. 

Atritos entre candidatos 

As novas discussões em torno das prévias acentuam as dificuldades de unificação que o partido deverá enfrentar após o pleito. Inclusive, a troca de ataques, mesmo que não diretos, tem permanecido. Na coletiva concedida à noite, Leite fez críticas ao governador de São Paulo. E após adotou um discurso apaziguador, ao dizer que as "diferenças (entre eles) estão sendo acentuadas em função das discussões das prévias", mas que após a disputa, as questões estariam vencidas. 

Do outro lado, mesmo com as afirmações do governador gaúcho sobre possível compra de votos, Doria elogiou a gestão de Leite em frente ao Piratini. “O Eduardo é um bom governador do Estado do Rio Grande do Sul, nosso companheiro, nós o respeitamos. Ele não é nosso inimigo. É uma pessoa por quem nós temos respeito. Ele está na sua luta. É normal que ele busque sua conquista, o seu espaço”.

Aos adversários, Leite chegou a fazer um trocadilho com os seus nomes: João Virgílio e Arthur Doria. Segundo o governador gaúcho, "eles sempre foram um candidato só". Inclusive, durante coletiva, à tarde, Arthur Virgílio afirmou que Leite seria "muito jovem". Em resposta, o governador gaúcho desejou que o ex-prefeito de Manaus "voltasse a falar por si mesmo e não pelos outros".


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895