Marchezan vistoria obras de revitalização do Parque da Redenção

Marchezan vistoria obras de revitalização do Parque da Redenção

Prefeito esteve no local nesta quinta-feira e aprovou andamento apesar das adversidades causados pelo tempo

Claudio Isaías

Até agora, já foram investidos R$ 1.935.387,85 em obras entregues e em andamento

publicidade

As obras de revitalização do Parque da Redenção foram vistoriadas nesta quinta pelo prefeito Nelson Marchezan Jr. Acompanhado dos secretários municipais do Meio Ambiente e da Sustentabilidade, Germano Bremm, de Serviços Urbanos, Ramiro Rosário, e de técnicos da prefeitura, ele conferiu os trabalhos já concluídos e o andamento do que está sendo realizado. Já foram restauradas a área de estar em frente a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) e o playground próximo à avenida Setembrina. A academia ao ar livre contígua ao playground está com 99% das melhorias concluídas, e o embarcadouro, com 80%. Também estão em fase final a recuperação do Recanto Alpino (70%) e da Fonte Luminosa (70%). Até agora, já foram investidos R$ 1.935.387,85 em obras entregues e em andamento.

O investimento na área de lazer é de mais de R$ 3,8 milhões, provenientes de um termo de conversão em área pública (R$ 3.398.527,43) e do Projeto de Revitalização de Praças e Parques da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (R$ 465 mil). “As chuvas dificultaram os serviços e o transporte de materiais, mas o andamento está bom. Nosso foco são as obras que serão entregues em dezembro na área do parque, onde vão ocorrer os eventos do Natal”, ressaltou o prefeito. As próximas fases do trabalho devem seguir nos meses de janeiro, fevereiro e março.

Segundo o secretário Germano Bremm, melhorar os espaços públicos é uma forma de qualificar e humanizar a cidade. “Com a revitalização do Parque da Redenção, da Orla do Guaíba e de praças, o olhar da prefeitura está mais focado nos espaços públicos e nas pessoas”, explicou. “O parque está passando por um amplo processo de qualificação, e uma série de intervenções já foram feitas. No Natal, vamos ter diversas atividades com a Fonte Luminosa funcionando”, explicou Rosário.

A Redenção está recebendo saibro rosa em cerca de 60 mil metros quadrados, nova academia de ginástica perto do viaduto Imperatriz Dona Leopoldina, na avenida João Pessoa, reforma de recantos infantis, da Fonte Luminosa, dos Recantos Alpino, da Ilha e Europeu, do embarcadouro, do prédio do antigo Postinho e do eixo central, próximo ao Monumento ao Expedicionário. Também estão sendo renovadas as áreas de convivência.

A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (SMSUrb) está responsável pela pintura de 390 bancos, recuperação de 200 metros quadrados de pedra portuguesa e de 250 metros de basalto, e pela substituição de 106 lixeiras. Além disso, a área do Parque Ramiro Souto passará por consertos que incluem troca e instalação de novas telas, pinturas e demarcações nas quadras de vôlei, de futebol de salão e de basquete, na quadra poliesportiva, nos campos de futebol 1 e 2, na academia e no recanto infantil.

Com uma área de 37,51 hectares, o Parque da Redenção foi inaugurado em 19 de setembro de 1935. Doado à cidade em 24 de outubro de 1807 pelo governador Paulo José da Silva Gama, o local foi inicialmente chamado de Potreiro da Várzea ou Campos da Várzea do Portão, passando mais tarde a denominar-se Campos do Bom Fim, devido à proximidade da Igreja do Nosso Senhor do Bom Fim (1867) e das festas que ali se realizavam.

Em 9 de setembro de 1884, a Câmara de Vereadores propôs que o parque passasse a ser denominado de Campos de Redenção, em homenagem à libertação dos escravos do terceiro distrito da Capital. Com a Exposição Comemorativa do Centenário da Revolução Farroupilha, em 1935, o parque tornou-se Parque Farroupilha, pois o evento transitório efetivou a ocupação total do espaço. No dia 19 de setembro de 1935, Campos da Redenção recebeu a denominação de Parque Farroupilha, por meio de decreto municipal. Em 1997, foi efetuado o tombamento do parque como patrimônio histórico, cultural, natural e paisagístico de Porto Alegre.

 

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895