Moraes concede prisão domiciliar ao caminhoneiro Zé Trovão

Moraes concede prisão domiciliar ao caminhoneiro Zé Trovão

Magistrado determinou o uso de tornozeleira eletrônica e proibição de contato com os demais investigados

R7

Zé Trovão usará tornozeleira eletrônica, está impedido de conversar com demais investigados

publicidade

O ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), concedeu prisão domiciliar ao caminhoneiro Marcos Antonio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão. O magistrado atendeu um pedido da defesa e relaxou a prisão preventiva contra o investigado. A informação da mudança no regime de cumprimento da detenção foi informada pela defesa do acusado. 

De acordo com os advogados, a PGR (Procuradoria-Geral da República), "em parecer, ponderou que, diante da apresentação de Marcos Antônio Pereira Gomes perante a Superintendência da Polícia Federal em Joinville/SC, não se opõe à conversão da prisão preventiva por outra medida cautelar diversa da prisão, nos termos do artigo 319 do Código de Processo Penal". 

Zé Trovão é acusado de realizar ataques contra o Supremo e seus ministros e por incentivar protestos antidemocráticos. Ele chegou a sair do país, mas, sendo procurado, resolveu se entregar à Polícia Federal. Ele está impedido de chegar próximo da Esplanada dos Ministérios ou dos magistrados do STF. 

Ele usará tornozeleira eletrônica, está impedido de conversar com demais investigados e só pode dar entrevistas mediante autorização judicial. 

Veja Também

 


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895