Moro nega ter utilizado nomeação para o STF como moeda de troca

Moro nega ter utilizado nomeação para o STF como moeda de troca

Em manifestação pelo Twitter, ex-ministro afirmou que, caso esse fosse o objetivo, “teria concordado com a substituição do Diretor Geral da PF”

Correio do Povo

Saída de Sergio Moro do governo ocorreu nesta sexta-feira

publicidade

Após o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro na tarde desta sexta-feira, em que rebateu acusações feitas pelo ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro também se manifestou. Nas redes sociais, negou ter utilizado a nomeação para o Supremo Tribunal Federal (STF) como moeda de troca para a saída de Maurício Valeixo da Polícia Federal. 

Ainda em sua manifestação, Moro afirmou que “se fosse esse o meu objetivo, teria concordado ontem com a substituição do Diretor Geral da PF”.

No pronunciamento desta sexta-feira, Bolsonaro acusou o ex-ministro de barganhar uma vaga no Supremo Tribunal Federal. O presidente também negou as acusações feitas por Sérgio Moro na manhã desta sexta-feira.

Minutos após a primeira manifestação, Moro voltou a escrever. Admitiu o cansaço do ex-diretor da Polícia Federal, Maurício Valeixo, mas disse que esse desgaste ocorreu por assédio partindo do próprio Bolsonaro. E garantiu que, nesta quinta-feira, não houve nenhum pedido de demissão. 

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895