Mourão diz que Queiroga viajou do Brasil para os EUA carregando vírus da Covid-19

Mourão diz que Queiroga viajou do Brasil para os EUA carregando vírus da Covid-19

Ministro da Saúde deve cumprir quarentena em solo americano

R7

Não testaria positivo se o contágio tivesse ocorrido nos EUA, disse o vice-presidente

publicidade

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) afirmou que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, já saiu do Brasil contaminado pelo coronavírus. A declaração foi dada na manhã desta quarta-feira na Vice-Presidência, em Brasília. “A contaminação leva de cinco a sete dias. O ministro, ele estava há dois dias nos Estados Unidos, não foi exigido (exame de) PCR para vacinados. Ele saiu daqui carregando o vírus”, disse Mourão.

Veja Também

Questionado sobre se o fato de a comitiva em Nova York ter sido vista sem máscara, como quando o presidente foi fotografado comendo uma pizza em pé, o vice-presidente afirmou que seria mais provável o contágio em ambientes fechados, como nas reuniões em agendas oficiais no Brasil.

“Quantas solenidades ocorrem aqui no palácio, uns com máscaras, outros sem máscaras. Até num ambiente muito mais confinado. Não vejo que isso tenha sido problema”, declarou.

Quarentena de Queiroga

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, testou positivo para Covid-19 na noite dessa terça-feira. Ele participava da comitiva que acompanhava o presidente Bolsonaro em Nova York para a Assembleia Geral das Nações Unidas. O ministro já tomou as duas doses da vacina.

A informação foi confirmada em nota divulgada pela Secretaria Especial de Comunicação Social. Pelo texto, o ministro passa bem e os demais integrantes da comitiva realizaram o exame e testaram negativo para a doença.

Queiroga terá de cumprir quarentena na cidade por 14 dias antes de retornar ao Brasil. Ele foi o segundo integrante da equipe presidencial a contrair o vírus nos Estados Unidos. O primeiro caso foi um diplomata que atua no cerimonial da Presidência da República e que integrou a equipe para ajudar na organização da viagem antes da chegada de Bolsonaro.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895