"Não está na hora de termos um evangélico no STF?", diz Bolsonaro

"Não está na hora de termos um evangélico no STF?", diz Bolsonaro

Em evento em igreja de Goiânia, presidente sugeriu que Supremo estaria legislando no julgamento que criminaliza a homofobia

R7

Fala se deu em momento em que presidente criticou o STF

publicidade

O presidente Jair Bolsonaro questionou nesta sexta-feira, em evento de uma igreja evangélica em Goiânia (GO), se não está na hora de o Supremo Tribunal Federal (STF) ter um ministro evangélico. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

A fala se deu no momento que o presidente criticou a atuação do STF no julgamento que vai enquadrar a homofobia como crime de racismo. Já há maioria no Supremo nesse sentido, mas o julgamento foi interrompido na última semana e deverá ser retomado em junho. Para Bolsonaro, o órgão do Judiciário estaria extrapolando suas funções e legislando.

“Então, com todo respeito ao Supremo Tribunal Federal, uma pergunta: existe algum, entre os 11 ministros do Supremo, evangélico, cristão assumido?”, afirmou. “Não me venha a imprensa dizer que eu quero misturar a Justiça com a religião. Todos nós temos uma religião ou não temos. E respeitamos e tem que respeitar. Será que não está na hora de termos um ministro do Supremo Tribunal Federal evangélico?”, disse. Após a fala, o presidente foi aplaudido pela plateia presente em templo da Assembleia de Deus.

“O Supremo Tribunal Federal agora está discutindo se homofobia pode ser tipificado como racismo. Desculpe aqui o Supremo Tribunal Federal, que eu respeito e jamais atacaria outro poder, mas, pelo que me parece, estão legislando. E eu pergunto aos senhores: o Estado é laico, mas eu sou cristão”, afirmou.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895