Não temos compromisso com erro e nem com ilícitos, diz André Mendonça

Não temos compromisso com erro e nem com ilícitos, diz André Mendonça

Ministro da Justiça também garantiu que "todos os valores" da PF e da PRF teriam sido preservados no corte orçamentário dos ministérios

AE

Mendonça foi alçado à pasta da Justiça após a saída de Sérgio Moro

publicidade

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, afirmou em transmissão ao vivo com o presidente Jair Bolsonaro que o governo federal não tem "compromisso com erro nem com ilícitos". Além disso, Mendonça garantiu que, no corte orçamentário que alguns ministérios sofreram para viabilizar gastos do governo durante a pandemia do novo coronavírus, "todos os valores" da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal teriam sido preservados.

Mendonça foi alçado à pasta da Justiça após a saída de Sérgio Moro, que deixou o governo federal acusando Bolsonaro de tentativas reiteradas de interferir na Polícia Federal. Na transmissão desta quinta-feira, o atual ministro disse que a PF "tem total independência".

Pouco antes, o presidente havia perguntado a Mendonça sobre operações recentes da corporação sobre investigações envolvendo governadores. "Tem a ver contigo, pô, a PF fazendo operação em cima dessa galera", comentou Bolsonaro.

Nesse momento, Mendonça apontou que a Polícia Federal tem verificado irregularidades em aquisições emergenciais durante a pandemia do novo coronavírus. "Todo mundo tem direito a defesa dentro do processo, mas, havendo evidências de autoridade pública, diante de uma crise onde milhares de pessoas podem e estão morrendo, e fazer disso uma oportunidade para ganhar dinheiro sujo, nós não podemos conviver mais no Brasil com situações como essa", comentou o ministro.

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895