capa

No Twitter, Bolsonaro diz que comeu gelatina no café da manhã

Presidente está internado há 11 dias no Hospital Albert Einstein

Por
Agência Brasil

Assessoria da Presidência informou que próximo passo será introdução de alimentação pastosa

publicidade

O presidente Jair Bolsonaro disse nas redes sociais que comeu uma gelatina no café da manhã desta sexta-feira e brincou que sente falta de comer pão com leite condensado. Ele segue internado há 11 dias no Hospital Albert Einstein, na capital paulista.

A assessoria da Presidência da República informou que a gelatina ainda faz parte da dieta líquida e que o próximo passo será a introdução da alimentação pastosa.
 

 

Os médicos introduziram na noite de quinta-feira, na alimentação do presidente, um caldo de carne líquido. De acordo com o último boletim médico, houve episódio isolado de febre sem outros sintomas associados e Bolsonaro foi submetido à tomografia de tórax e abdome que evidenciou boa evolução do quadro intestinal e imagem compatível com pneumonia.

O presidente recebeu antibiótico de amplo espectro. Não há previsão de alta. Bolsonaro permanece internado na unidade semi-intensiva e, por ordem médica, as visitas permanecem restritas.