Nova fase da Lava Jato apura lavagem de dinheiro envolvendo funcionários de banco
capa

Nova fase da Lava Jato apura lavagem de dinheiro envolvendo funcionários de banco

Mandados devem ser cumpridos em São Paulo e em Natal

Por
R7

publicidade

A Polícia Federal (PF) deflagrou a 66ª fase da operação Lava Jato na manhã desta sexta-feira. As autoridades cumprem oito mandados de busca e apreensão, sendo sete em São Paulo (SP) e um em Natal (RN). As medidas foram expedidas pela 13ª Vara Federal de Curitiba. O objetivo da ação é apurar crimes de lavagem de dinheiro praticados por doleiros e funcionários do Banco do Brasil, que teriam atuado em benefício de empresas que contratavam com a Petrobras e necessitavam de dinheiro em espécie para o pagamento de vantagens indevidas a agentes públicos.

O MPF (Ministério Público Federal) diz que o montante total ilícito superou a quantia de R$ 200 milhões. Do total, pelo menos R$ 110 milhões em espécie teriam sido usado para viabilizar o pagamento de propinas. A produção de dinheiro envolvia troca de cheques obtidos junto ao comércio da grande São Paulo e abertura de contas sem documentação necessária ou com falsificação de assinaturas em nome de empresas do ramo imobiliário.

Gerentes de agências de São Paulo teriam dado suporte em operações de desconto de cheques e elaborar justificativas internas a fim de evitar fiscalizações e ações de compliance da instituição financeira. Em troca, os funcionários recebiam comissões dos operadores e conseguiam vender produtos da agência para atingir metas. O R7 aguarda o posicionamento do Banco do Brasil.