Novo presidente do TRE-RS defende urna eletrônica em sua posse

Novo presidente do TRE-RS defende urna eletrônica em sua posse

Arminio José Abreu Lima da Rosa frisou que "ninguém pode lançar dúvida" sobre resultados apurados pela justiça eleitoral

Camila Diesel / Rádio Guaíba

Cerimônia ocorreu nesta sexta-feira

publicidade

Tomou posse do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RS), nesta sexta-feira, o desembargador Arminio José Abreu Lima da Rosa. Em discurso, ele defendeu a isonomia da urna eletrônica, salientando que o retorno do voto impresso provoca riscos de identificação e quebra do sigilo. “Ninguém, mas ninguém mesmo, pode lançar alguma dúvida, minimamente razoável quanto aos resultados apurados pela justiça eleitoral. Pretextos sempre os há”, frisou.

A cerimônia ocorreu de forma presencial, no plenário do TRE-RS, seguindo protocolos sanitários necessários em meio à pandemia da Covid-19. Arminio José Abreu Lima da Rosa assume o cargo no lugar do desembargador André Luiz Planella Villarinho. Também nesta sexta, tomou posse o desembargador Francisco José Moesch, como vice-presidente e corregedor da instituição e vice-presidente da Escola Judiciária Eleitoral do Rio Grande do Sul (Ejers), para o mesmo biênio.

O novo presidente do TRE-RS frisou ainda a importância da harmonia entre os três poderes para preservação da democracia. A solenidade teve transmissão pelo canal do TRE gaúcho no YouTube. Também se tratou da primeira posse presidencial do TRE-RS com tradução simultânea para Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS).

Natural de Porto Alegre, o desembargador é formado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito da Ufrgs. Atuou nas comarcas de Estância Velha, Guaíba, Santa Maria, Canoas e Porto Alegre. No ano de 2006 exerceu o cargo de 1º vice-presidente do Tribunal de Justiça (TJ-RS). Em maio do ano passado, tomou posse como vice-presidente e corregedor regional eleitoral do TRE-RS.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895