Oposição entra com pedido de prevaricação contra Sebastião Melo

Oposição entra com pedido de prevaricação contra Sebastião Melo

Medida diz respeito ao descumprimento durante a motociata com Jair Bolsonaro, na semana passada, e "uma série de outras oportunidades"

Correio do Povo

Melo alegou que tem tratado sobre o uso de máscaras com "muito diálogo"

publicidade

A bancada de oposição (PT, PCdoB, PSol) da Câmara de Porto Alegre apresentou, nesta sexta-feira, um pedido representação ao Procurador-Geral de Justiça, Marcelo Dorneles, sobre possível prevaricação cometida pelo prefeito Sebastião Melo (MDB). A iniciativa parte da descumprimento por parte do governo em fiscalizar o uso de máscaras durante a motociata, no último sábado, realizada com a presença do presidente Jair Bolsonaro e seus apoiadores. Segundo o vice-líder da oposição, Aldacir Oliboni (PT), Melo teria descumprido um decreto que ele próprio assinou. 

Além de Oliboni, assinam o documento os vereadores Pedro Ruas (PSol), Roberto Robaina (PSol), Bruna Rodrigues (PCdoB), Daiana Santos (PCdoB), Jonas Reis (PT), Karen Santos (PSol), Leonel Radde (PT), Matheus Gomes (PSol) e Reginete Bispo (PT).

Em resposta, Melo, em nota, alegou que tem tratado sobre o uso de máscaras com "muito diálogo, transparência e construção". Desta forma, o uso de máscaras não poderia ser algo obrigatório e, sim, de consciência individual. "Nunca tratamos esse assunto de forma policialesca ou fiscalista. Entendemos que a solução passa por conscientização e não punição", diz a nota. Melo está em Brasília cumprindo agenda e retorna no final do dia à Capital. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895