capa

Paulo Guedes adia ida à CCJ para explicar a reforma da Previdência

Segundo fonte do ministério, não faria sentido o ministro comparecer à comissão sem a definição de um relator para o projeto

Por
AE

Reunião do ministro estava marcada para acontecer às 14h

publicidade

A esperada presença do ministro da Economia, Paulo Guedes, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara para discutir a proposta de reforma da Previdência deve ficar para a próxima semana. De acordo com uma fonte do ministério, não faria sentido o ministro ir à comissão falar sobre o tema nesta terça-feira, sem que ao menos já haja uma definição sobre o relator do texto.

• Leia mais sobre a reforma da Previdência

Quando Guedes aceitou o convite na semana passada esperava-se que o relator na comissão já tivesse sido escolhido nesta terça-feira. De qualquer maneira, o ministério da Economia deve disponibilizar técnicos da Pasta para prestarem os esclarecimentos à CCJ, e com isso, a ida do ministro Guedes à comissão deve ficar para a próxima semana, quando espera-se que já haja um relator para a reforma da Previdência. 

O assunto está sendo discutido pelo presidente da CCJ, Felipe Francischini (PSL-PR). Segundo essa mesma fonte, para falar hoje na comissão, o governo pode disponibilizar uma equipe técnica no lugar de Guedes. A audiência do ministro estava marcada para às 14h de hoje.