Pedro Ruas deve decidir nos próximos dias seu destino político

Pedro Ruas deve decidir nos próximos dias seu destino político

Vereador poderá assumir cadeira na Assembleia Legislativa com cassação de Lara

Flávia Simões*

Pedro Ruas foi deputado estadual na legislatura passada, entre 2015 e 2018

publicidade

O vereador Pedro Ruas (PSol) deve decidir nos próximos dias se renuncia do seu cargo na Câmara de Porto Alegre para assumir a cadeira na Assembleia Legislativa. Isto porque, com a decisão do TSE, nesta quinta-feira pela manhã, que manteve a cassação do mandato do deputado estadual Luis Augusto Lara, o PTB deve perder uma cadeira na Casa. Isso porque a votação do deputado deixa de ser contabilizada no quociente eleitoral da coligação do PTB e são repassados para a bancada do PSol, quando o primeiro suplente é chamado para assumir.  

A decisão foi postergada, entre outros motivos, em função do vereador estar machucado devido a um acidente de bicicleta, ocorrido na última segunda-feira, além da mudanças que isso deve provocar no cenário político. Durante a tarde, Ruas se reuniu com a presidente estadual do PSol, deputada Luciana Genro, e o presidente municipal do partido, vereador Roberto Robaina, para tratar do assunto. O encontro, classificou Luciana, foi uma "comemoração pela vitória reconhecida".

“Estamos certos de que o TRE e agora os ministros do TSE fizeram justiça. Temos que analisar a situação, ver quem assume, visto que o cenário, no momento, é outro”, enfatizou Pedro Ruas.

Caso decida assumir a cadeira no parlamento gaúcho, o vereador deve renunciar do seu cargo na Câmara de Porto Alegre. Com isso, seu o futuro político pode sofrer alterações. Atualmente pré-candidato ao governo do Estado, ele pode recuar da candidatura para concorrer à reeleição a deputado estadual ou assumir e se manter na disputa pelo Piratini. No entanto, se optar por continuar no Legislativo municipal, quem assume na Assembleia é o vereador de Pelotas Jurandir Silva. 

*Supervisão Mauren Xavier


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895