PGR denuncia Arthur Lira, um dos líderes do Centrão, por propina de R$ 1,6 milhão

PGR denuncia Arthur Lira, um dos líderes do Centrão, por propina de R$ 1,6 milhão

Segundo órgão, parlamentar é acusado de corrupção passiva por ter recebido a quantia de uma construtora

Por
R7

De acordo com o órgão, Lira é acusado de corrupção passiva por ter recebido cerca de R$ 1,6 milhão de uma construtora em troca de apoio do PP


publicidade

A PGR (Procuradoria-Geral da República) apresentou nesta sexta-feira denúncia sobre o deputado federal Arthur Lira (PP-AL), um dos principais parlamentares do chamado centrão. De acordo com o órgão, Lira é acusado de corrupção passiva por ter recebido cerca de R$ 1,6 milhão de uma construtora em troca de apoio do PP, seu partido, para a permanência de Paulo Roberto Costa como diretor da Petrobras. A denúncia faz parte da operação Lava Jato.

A denúncia, encaminhada para o STF (Supremo Tribunal Federal) ainda será analisada - o relator é o ministro Edson Fachin. Procurado pela reportagem, o deputado ainda não se pronunciou. O espaço está aberto para manifestação.


Lira é uma das principais lideranças do Centrão, bloco parlamentar formado, informalmente, por PP, PL, PSD, MDB, DEM, PTB, Avante, Pros e Solidariedade - nem todos admitem a integração. No terceiro mandato como deputado federal (2011-2015, 2015-2019 e 2019-2023), Lira se coloca, nos bastidores, como pré-candidato a presidência da Câmara dos Deputados.