Prefeitura de Porto Alegre mantém proposta de 10% de reajuste aos municipários

Prefeitura de Porto Alegre mantém proposta de 10% de reajuste aos municipários

Negociação sugerida reduziu número de parcelas para o aumento dos salários e será analisada nesta quarta-feira

Felipe Faleiro e Felipe Samuel

Categorias fizeram vigília em frente à prefeitura

publicidade

A Prefeitura de Porto Alegre ofereceu, em reunião realizada nesta terça-feira, os mesmos 10,06% de reposição salarial para os municipários. Esse valor já havia sido recusado pelos servidores. Foi reduzido, contudo, o número de parcelas para três: 4% em abril, já para a folha deste mês, 3% em agosto e o saldo restante em novembro. Na reunião anterior, haviam sido propostas quatro parcelas. O valor será deliberado em nova assembleia do Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa), marcada para esta quarta-feira, às 18h30min, no Auditório Dante Barone, da Assembleia Legislativa.

A próxima rodada de negociações está marcada para o dia 19, às 16h. O governo, que antes havia proposto o mesmo percentual para o reajuste do vale-alimentação, ampliou a proposta de reajuste para 15% a partir da folha do próximo mês de maio. E as progressões funcionais do biênio 2012-2014, que seriam pagas em 100 parcelas anteriormente, foram reduzidas para 80 parcelas.

No final de março, a categoria recusou os valores propostos pelo governo Melo, classificando-os como “insuficientes” para atenuar os prejuízos acumulados dos últimos cinco anos. A categoria calcula que teve perdas de 36,15% de maio de 2016 até março de 2022, e só durante a gestão de Melo, desde janeiro de 2021, elas somam 13,58%.

O secretário de Administração e Patrimônio, André Barbosa, que recebeu os representantes do Simpa, avaliou que a proposta foi “razoável”. “Independente do resultado da assembleia, já tomamos a decisão de fazer o pagamento dos 4% em abril”, salientou Barbosa. O diretor do Simpa, Edson Zomar, novamente falou sobre a insuficiência dos valores apresentados, mas ressaltou que a Prefeitura está com canal aberto de diálogo, o que na gestão anterior não havia, segundo ele.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895