PTB oficializa José Fortunati como candidato à prefeitura de Porto Alegre

PTB oficializa José Fortunati como candidato à prefeitura de Porto Alegre

Em convenção, partido também lançou 49 candidatos à Câmara de Vereadores

Por
Henrique Massaro


publicidade

O PTB oficializou, em convenção realizada na manhã deste sábado, a candidatura de José Fortunati à prefeitura de Porto Alegre. A chapa conta, por enquanto, com o apoio do Podemos e do Patriota, mas ainda não há definição de quem virá como candidato a vice-prefeito. O partido também lançou 49 candidatos à Câmara de Vereadores. Atualmente, o Legislativo municipal conta com seis representantes petebistas: Cassio Trogildo, Humberto Goulart, Hamilton Sossmeier, Luciano Marcantônio, Paulo Brum e Wambert Di Lorenzo.

Sobre a indefinição com relação ao nome do candidato a vice-prefeito, Fortunati afirmou que as negociações continuam sendo feitas, respeitando a data limite para oficialização das candidaturas, no próximo dia 16. “Buscamos vários partidos, dialogamos com muitos, tivemos vai e vem com muitos deles e, acima de tudo, estamos construindo essa relação com muito diálogo”, comentou. Um dos nomes especulados é o do médico André Cecchini, que seria candidato pelo Patriota e assumiu a coordenação do petebista. A possibilidade de apoio do PP, levantada nos últimos dias, caiu por terra depois que o partido garantiu que o atual vice-prefeito Gustavo Paim retorna para a disputa pelo Paço Municipal.

Uma discussão que deve ser trazida por adversários de José Fortunati durante o pleito é com relação aos empreendimentos iniciados durante sua gestão como prefeito e até hoje inacabados, as chamadas Obras da Copa de 2014. O candidato afirmou ver as críticas com naturalidade e se orgulhar de ter ousado quando administrava a cidade. Citou, por exemplo, que durante seu mandato foram construídas 96 escolas infantis. Sobre as intervenções urbanísticas, explicou que somente devido aos recursos solicitados ao governo federal para a Copa a Capital pôde dar início a demandas históricas, como a duplicação da avenida Tronco. De acordo com ele, para cada atraso nas entregas há uma explicação técnica. “Vou enfrentar com muita tranquilidade esse debate.”

Fortunati, que esteve à frente do Paço Municipal até 2017, havia se mudado para Portugal no final do ano passado para cursar mestrado em ciência política. Ele retornou para Porto Alegre por conta da pandemia do coronavírus e se filiou ao PTB. Segundo o ex-prefeito, sua candidatura se caracteriza por não ser esquerdista ou direitista, mas “porto-alegrista”, e passa por um tripé formato pelo comércio, turismo e tecnologia de informação, áreas que considera fundamentais. Durante a convenção, o vice-governador Ranolfo Vieira Júnior e o deputado estadual Luis Augusto Lara, lideranças do PTB, saudaram o colega de partido.