"Relação com Bolsonaro não é simples, mas fico até o fim", diz Mourão

"Relação com Bolsonaro não é simples, mas fico até o fim", diz Mourão

Vice-presidente reafirmou que, apesar dos problemas, presidente conta com a sua lealdade e honestidade: "valores que aprendi"

R7

Apesar da relação com o presidente Jair Bolsonaro, o vice-presidente general Hamilton Mourão confirmou que fica até o final do mandato

publicidade

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou na manhã desta segunda-feira que a relação com Jair Bolsonaro "não é simples", mas não cogita renunciar ao governo.

"Toda hora sai comentários dessa natureza. Não é uma relação simples, nunca foi, entre presidente e vice. Nós não somos os primeiros a viver esse tipo de problema, mas o presidente sabe muito bem que ele conta comigo, minha lealdade acima de tudo, porque são os valores que eu aprendi ao longo da minha vida e não abro mão deles: da lealdade, da honestidade, da integridade e da probidade. Então ele pode ficar tranquilo a meu respeito”, disse Mourão.

Desde o ano passado, Bolsonaro tem externado seu incômodo com a postura do seu vice, que por vezes, destoa do chefe em declarações à imprensa. Em junho, o presidente afirmou que "por vezes" ele atrapalha o governo. Em entrevista a uma rádio da Paraíba, o presidente disse que a função de vice é similar a do cunhado: "Você casa e tem que aturar, não pode mandar embora", disse.

A relação ficou mais difícil depois de Bolsonaro anunciar o senador Ciro Nogueira (PP-PI) como ministro-chefe da Casa Civil, levando um dos líderes do Centrão para o coração do Palácio do Planalto.

Ao comentar a escolha, Mourão disse que parte dos eleitores de Bolsonaro, aqueles que teriam votado no presidente por uma questão programática, "podem até se sentir um pouco confundidos".

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895