Sérgio Cabral e mais cinco presos ficarão isolados por 10 dias após transferência para Bangu 1

Sérgio Cabral e mais cinco presos ficarão isolados por 10 dias após transferência para Bangu 1

Presos serão transportados pela Polícia Militar e ficarão na galeria C, sem contato com outros detentos, segundo a Seap

R7

Sérgio Cabral será transferido para unidade de segurança máxima

publicidade

O ex-governador Sérgio Cabral e mais cinco presos serão transferidos da Unidade Prisional da Polícia Militar, em Niterói, para um presídio de segurança máxima no Complexo de Gericinó, em Bangu, na zona oeste do Rio, por decisão da Justiça expedida nesta terça-feira (3). 

O juiz Bruno Monteiro Rulière, no exercício da competência da Corregedoria do Sistema Prisional, determinou também que os detentos cumpram isolamento cautelar por 10 dias. A medida foi tomada após irregularidades terem sido encontradas na unidade de Niterói.

A Seap (Secretaria de Administração Penitenciária) informou já ter sido notificada da decisão. Segundo a pasta, os presos serão transportados pela Polícia Militar e ficarão na galeria C, de Bangu 1, sem contato com outros detentos pelo prazo determinado. 

De acordo com informações do TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio), as inspeções da Vara de Execuções Penais, nos dias 24 de março e 27 de abril deste ano, apreenderam celulares e outros materiais proibidos com os presos e também identificaram tratamento diferenciado ao grupo alocado na ala dos oficiais.

Em sua decisão, o magistrado ressaltou que os fatos constatados nas inspeções judiciais indicam quadro de gravíssimas irregularidades e falhas grosseiras nas rotinas de controle, ordem, disciplina e segurança da unidade prisional da PMERJ e que houve manifesta omissão administrativa com grave repercussão na execução da pena.

A Unidade Prisional da Polícia Militar abriga apenas integrantes da corporação. No entanto, o ex-governador Sérgio Cabral foi levado para a unidade por decisão do Supremo Tribunal Federal.

Em nota, a defesa de Cabral disse que recebeu a informação, por meio da imprensa, com "absoluta perplexidade" e questionou  a transferência do ex-governador sem a instauração de "um processo administrativo disciplinar para elucidação dos fatos narrados".

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895