Schirmer deve ter espaço no governo de Sebastião Melo

Schirmer deve ter espaço no governo de Sebastião Melo

Prefeito eleito de Porto Alegre começa a discutir nesta quarta-feira com aliados a formação do seu governo

Henrique Massaro

Schirmer e Melo deixam o Palácio Piratini após o encontro com Leite

publicidade

A composição do novo governo municipal em Porto Alegre começa a ser discutida com mais intensidade nesta quarta-feira pelo prefeito eleito Sebastião Melo (MDB), seus apoiadores e representantes dos partidos que apoiaram a coligação. Na discussão, a figura do emedebista Cezar Schirmer, que foi secretário estadual de Segurança Pública do governo José Ivo Sartori, surge como a de um dos principais aliados e conselheiros no momento de transição. Ele inclusive participou da reunião de Melo e do vice-prefeito eleito Ricardo Gomes (Dem) com o governador Eduardo Leite na manhã desta terça-feira. No encontro, a pandemia do novo coronavírus esteve na pauta. Além disso, foram tratados temas ligados ao Cais Mauá, Segurança Pública, inovação e economia. 

Ex-prefeito de Santa Maria e ex-deputado, Schirmer é colocado por lideranças emedebistas como “cotadíssimo” para ocupar posição de relevância dentro do novo governo municipal devido à sua experiência em governos estaduais. Além da Segurança, esteve à frente da pasta da Fazenda e foi secretário para assuntos da Casa Civil no governo de Pedro Simon, e comandou a Agricultura na gestão de Antônio Britto. 

Apesar de ter coordenado parte da campanha de Melo, Schirmer fala apenas na Câmara de Vereadores. “Acho que ele (Melo) vai começar a discutir composição depois, e eu vou ser vereador”, afirmou. Sobre se estaria à disposição do prefeito eleito, respondeu: “Posso ajudar da forma que ele achar mais conveniente, mas isso não significa cargo, secretaria”. 

Além de Schirmer, outra liderança emedebista que vem tendo importância nos bastidores é José Fogaça. O ex-prefeito de Porto Alegre, porém, vem atuando mais como um mentor intelectual e não vem sendo colocado como um possível integrante do governo. Já o vice-prefeito eleito Ricardo Gomes deixou claro desde o início da campanha que será o responsável pela pauta econômica, ainda que não haja confirmação de que protagonismo terá. 
Entre as prioridades de Melo estão a transição e a configuração da Câmara de Vereadores.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895