Seis partidos pedem que população não participe de ato no domingo

Seis partidos pedem que população não participe de ato no domingo

Motivo é a pandemia do novo coronavírus, que já fez mais de 30 mil vítimas no Brasil

R7

Carta, assinada por Rede, PSB, PDT, Cidadania, PSD e PT, teve iniciativa de Randolfe Rodrigues

publicidade

Uma carta assinada por seis partidos (Rede, PSB, PDT, Cidadania, PSD e PT) divulgada nesta quinta-feira solicita que a população não compareça aos atos pró-democracia marcados para o próximo domingo.

A carta é uma iniciativa do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). Para o parlamentar, é necessário pensar em alternativas que respeitem o isolamento social, uma vez que o país já registra a morte de mais de 30 mil brasileiros pela Covid-19.

“Nosso pedido parte da avaliação de que, não tendo o país ainda superado a pandemia, que agora avança em direção ao Brasil profundo, saindo das capitais e agravando nos interiores, precisamos redobrar os cuidados sanitários e ampliar a comunicação com a sociedade em prol do distanciamento social”, diz a carta.

“Adiaremos à ida às ruas, pelo bem da população, até que possamos, sem riscos, ocupá-las, em prol da população. Ademais, observando a escalada autoritária do governo federal, devemos preservar a vida e segurança dos brasileiros, não dando ao governo aquilo que ele exatamente deseja, o ambiente para atitudes arbitrárias.”

No final do documento, as siglas afirmam que não é momento de realizar manifestações, em respeito às famílias de vítimas de Covid-19 e também daqueles que até hoje tem respeitado o isolamento. “Continuaremos firmes na oposição das mais diversas formas que a situação pandêmica nos permite”, finaliza.

A carta é assinada, além de Rodrigues, por Eliziane Gama (Cidadania), Weverton Rocha (PDT), Jaques Wagner (PT), Veneziano Vital do Rego (PSB) e Otto Alencar (PSD) – todos líderes de seus partidos no Senado Federal.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895