Seminário do Partido Republicano fomenta empoderamento da mulher em Porto Alegre
capa

Seminário do Partido Republicano fomenta empoderamento da mulher em Porto Alegre

Sigla quer reunir 500 pré-candidatas à vereança no Rio Grande do Sul

Por
Cláudio Isaías

Evento no Plaza São Rafael salientou papel feminino na política

publicidade

O seminário regional "Mulher Vencedora e a Política" encerrou neste sábado em Porto Alegre com a participação de mais de 300 mulheres republicanas no hotel Plaza São Rafael. A iniciativa ocorreu ao longo de 2019 e passou pelas cidades de Erechim, Uruguaiana, Capão da Canoa, Montenegro, Rio Grande, Farroupilha e Cruz Alta. O evento no Centro Histórico em Porto Alegre contou com as presenças do deputado federal Carlos Gomes, presidente estadual do Republicanos, dos deputados estaduais Fran Somenzi e Sérgio Peres, dos vereadores José Freitas, presidente municipal dos Republicanos, e Alvoni Medina, da secretária estadual da Mulher Republicana, Beth Colombo, e da secretária das Mulheres Republicanas de Porto Alegre, Beatriz Piccoli.

A atividade de encerramento do seminário foi com a palestra de Ivana Limah, treinadora comportamental, que abordou o tema "Se a vida é uma corrida que tipo de jóquei você é?". Ivana mostrou às mulheres como elas poderiam descobrir o seu empoderamento feminino através do treinamento denominado "Mulheres Lapidadas". A palestra de Ivana Limah foi baseada no livro "O Senso do Cavalo", de autoria de Al Ries e Jack Trout. Ele mostrou como as mulheres devem aproveitar as oportunidades e que para crescer e obter sucesso não é preciso necessariamente ter dinheiro, mas aproveitar os "cavalos" que estão na nossa vida, ou seja, os bons contatos, os bons relacionamentos e as boas oportunidades. "As mulheres tem um potencial de empoderamento que precisa ser mais explorado", ressaltou.   

Segundo Beth Colombo, o evento teve o objetivo de mostrar que a mulher é vencedora onde ela quiser: seja na iniciativa privada, como profissional liberal, como servidora pública ou na política. "A mulher precisa entender que ela pode sim ocupar um espaço de protagonismo e que pode fazer isso em harmonia como os homens sem nenhum problema", ressaltou. Conforme Beth, é fundamental que a mulher esteja na política partidária porque, segundo ela, é através da política que as decisões das vidas das famílias acontecem. A secretária estadual da Mulher Republicana informou que existem hoje 431 mulheres pré-candidatas a vereadoras no Rio Grande do Sul. "Teremos até março de 2020 com toda a certeza 500 pré-candidatas mulheres. O nosso objetivo é encantar as mulheres para a prática da política partidária", destacou.

A secretária das Mulheres Republicanas de Porto Alegre e coordenadora das Políticas Públicas do Idoso de Porto Alegre, Beatriz Piccoli, explicou que o encerramento da atividade foi a coroação de um trabalho feito ao longo de 2019 em todo o Rio Grande do Sul de capacitação, empoderamento e chamamento para as mulheres gaúchas. "Somos republicanas e queremos estar à frente da política nacional, estadual e municipal junto com os homens republicanos."

O vereador José Freitas destacou que a iniciativa teve o objetivo de valorizar a mulher gaúcha. "O partido Republicano não tem a mulher como cota. A ideia é incentivar as mulheres a integrar o partido para que concorram nas eleições", ressaltou. O deputado federal Carlos Gomes, presidente estadual do Republicanos, afirmou que o evento veio coroar a atividade feita pelas mulheres republicanas pelo interior do Estado. "Levamos a todas as partes do Rio Grande o exemplo de mulheres vitoriosas e a política. Devemos levar os exemplos vitoriosos a participarem da vida política. Queremos instigar mais mulheres competentes e qualificadas para que façam a sua contribuição na política", explicou. Segundo Gomes, no partido Republicanos mulher não é cota, mas sim uma necessidade em razão da sua sensibilidade, qualificação e competência.

A deputada estadual Fran Somenzi afirmou que as mulheres tem um papel fundamental na política de promover a igualdade, a união e a solidariedade. "Com a nossa sensibilidade queremos encantar mais mulheres para a politica. Podemos estar aonde quisermos e porque não a politica?", questionou.  Ela lembrou que o parlamento gaúcho conta hoje com nove deputadas - Fran Somenzi, Kelly Moraes, Zilá Breitenbach, Franciane Bayer, Sofia Cavedon, Luciana Genro, Juliana Brizola, Silvana Covatti e Any Ortiz - num universo de 55 deputados. Segundo o deputado federal Carlos Gomes, o incentivo ao ingresso de mulheres na vida pública e a ocupação de espaços no poder precisa ser permanente. Conforme o parlamentar,  nos últimos anos o Republicanos, através da coordenadoria estadual, liderada por Beth Colombo, tem levantado a bandeira de participação da mulher por todo o Rio Grande do Sul, o que resultou em um salto tanto no número de filiações como no de candidaturas femininas pelo partido.