Servidores não serão afetados por reforma administrativa, afirma Lira

Servidores não serão afetados por reforma administrativa, afirma Lira

Presidente da Câmara dos Deputados disse que reunião com líderes vai debater mérito, ritos e tramitação da proposta

R7

Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, garante que as mudanças não vão atingir direitos dos atuais servidores

publicidade

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou nesta segunda-feira que uma reunião com todas lideranças partidárias será realizada na terça-feira na Casa para "discutir mérito, ritos e procedimentos de tramitação da reforma administrativa".

Lira garante que as mudanças não vão atingir direitos dos atuais servidores. Segundo ele, a reforma "será conduzida com cuidado e responsabilidade.

A comissão especial para tratar do tema foi criada por Lira na semana passada. A reforma já teve sua admissibilidade aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ), primeiro passo no trâmite do texto que mudará regras no serviço público.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, já avaliou que a proposta do governo para a reforma administrativa é bastante moderada e fruto de muita conversa ao longo de dois anos de governo. "Calibramos e moderamos bastante, exatamente conversando com parlamentares, trocando ideias, recebendo críticas", disse ele.

A ser estabelecida pela Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32, a reforma altera regras do funcionalismo público para os servidores dos três poderes e de servidores municipais e estaduais.

No entanto, não estão previstas alterações para os membros desses poderes, como magistrados e deputados. Para Guedes, a PEC deve resultar em uma economia de R$ 300 bilhões em uma década.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895