Simone Tebet foi sondada por pelo menos cinco partidos
capa

Simone Tebet foi sondada por pelo menos cinco partidos

Senadora do MDB teve fortes embates com Renan Calheiros

Por
AE

Mesa diretora do Senado

publicidade

Após embates com o senador Renan Calheiros (MDB-AL) e o racha na bancada do MDB, a senadora Simone Tebet (MS) recebeu o convite de pelo menos cinco partidos para mudar de legenda. O partido do presidente Jair Bolsonaro, o PSL, está entre os que já cortejaram a parlamentar. O DEM, legenda do novo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (AP), também a sondou, assim como PSDB, Podemos e PSD.

Diante da declaração de apoio de Simone à candidatura de Davi Alcolumbre, Renan queria a expulsão da parlamentar. O presidente do MDB, Romero Jucá (RR), no entanto, atuou nos bastidores e garantiu a ela que isso não acontecerá. Segundo aliados, é improvável que a senadora deixe o MDB no momento.

Com a saída de Renan da disputa para o comando do Senado, ela ganhou força para tentar a renovação que defende que ocorra no MDB. Com a vitória de Alcolumbre, Simone é cotada para a vice-presidência do Senado ou para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Hoje, em sinal de prestígio, ela foi convidada para compor a Mesa na sessão de abertura dos trabalhos legislativos.