TJRS pede mais tempo para alterações no IPE
capa

TJRS pede mais tempo para alterações no IPE

Para desembargador Difini, propostas provocam perda de autonomia dos poderes

Por
Correio do Povo

TJRS pede mais tempo para alterações no IPE

publicidade

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Luiz Felipe Silveira Difini, demonstrou nessa quarta-feira, em nota publicada no site do TJRS, preocupação com os projetos que reestruturam o Instituto de Previdência do Estado do Rio Grande do Sul, encaminhados pelo governo Sartori no início do mês à Assembleia Legislativa. As matérias dizem respeito especificamente à questão previdenciária, transformando o instituto em IPE Prev e alterando o Regime Próprio de Previdência Social, medidas encaminhadas em regime de urgência.

• Presidente do conselho do IPE diz que não sabia do projeto que muda estrutura do instituto

“As propostas provocam perda da autonomia dos poderes em vários aspectos”, afirma, na nota, o presidente do TJRS, citando, por exemplo, a gestão da folha de pagamento dos atuais inativos do tribunal e a análise dos pedidos de aposentadoria dos vinculados ao Regime de Repartição Simples, uma vez que esses pagamentos e os processos de inativação passariam a ser realizados pelo IPE Prev.

Difini chama atenção também para a falta de detalhamento dos impactos orçamentários e fiscais promovidos pelos projetos, tendo em vista que “no atual contexto orçamentário, os valores a serem apontados da quota patronal e da insuficiência financeira resultarão em impacto que acabará extrapolando o limite de gasto com pessoal permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal”.

O presidente do TJRS afirma no documento entender que os projetos são muito importantes e que não podem ser apreciados sem amplo debate pela sociedade, “pois são temas de Estado e não de um governo”.