Veja quem é o sargento suspeito de levar cocaína no avião da FAB

Veja quem é o sargento suspeito de levar cocaína no avião da FAB

Homem foi detido em Sevilha, na Espanha, ao transportar 39 quilos de cocaína em avião de apoio da FAB para Bolsonaro

Por
R7

Sargento de 39 anos está lotado no Grupo de Transporte Especial da FAB


publicidade

O militar da Aeronáutica, preso em Sevilha (Espanha) por suspeita de transportar 39 quilos de cocaína em Sevilha é o segundo sargento Silva Rodrigues, de 38 anos. Ele é lotado no GTE (Grupo de Transporte Especial) da FAB (Força Aérea Brasileira).

Duas fontes confirmaram ao R7 a identidade do suspeito e o reconheceram nas fotos. Silva Rodrigues estava no Embraer 190, avião da Presidência, mas que conforme o Planalto não era da comitiva presidencial.

De acordo com o vice-presidente, e presidente em exercício Hamilton Mourão, ele era comissário de bordo. "Quando tem essa viagem, tem esse pessoal que fica no meio do caminho e quando o presidente voltasse do Japão essa tripulação embarcaria no avião dele", comentou.

Ele explicou que o avião não é o presidencial, e sim conhecido como “voo da bomba”. "Como que funciona? Esse avião decola um pouco antes, ele faz pra ver se tá tudo ok e quando desce ele é lacrado. Só é aberto quando o presidente está pra embarcar e a equipe dele", detalhou.


Mourão classificou o suspeito como “mula qualificada”. "Agora é investigação. Pela quantidade de droga que o cara tava levando, ele não comprou na esquina. Ele tava trabalhando como mula e mula qualificada."