Prefeitura de São Leopoldo informa ao MP situação de hospital

Prefeitura de São Leopoldo informa ao MP situação de hospital

Município reivindica para o Centenário repasse maior do Estado, que alega não dispor de recursos novos

Stephany Sander

Hospital Centenário

publicidade

O prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi, informou ao Ministério Público nesta quarta-feira a situação crítica do Hospital Centenário, após o governo do Estado confirmar que não repassará à instituição verba a mais do que os atuais R$ 255 mil mensais destinados. O Executivo municipal estuda tomar medidas drásticas e emergenciais, a serem anunciadas nos próximos dias. A prefeitura vem desde 2017 tentando repactuação de repasses ao Centenário, alegando inclusive necessidade de equiparação com cidades vizinhas.

Além de promover um abaixo-assinado a ser encaminhado ao Estado, a administração municipal informa que haverá reuniões com equipes do Hospital Centenário, da Rede Básica de Saúde e da Unisinos. Realizará ainda encontros com integrantes de entidades dos 18 municípios atendidos pela casa de saúde.

O governo do Estado afirma que a secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann, recebeu por mais de uma vez o prefeito de São Leopoldo e gestores da saúde local para tratar das questões do município, em que ela informou objetivamente que o Estado não dispõe de recursos novos. Segundo a nota, a orçamentação dos hospitais foi uma medida tomada em 2013, que definiu por critérios da época destinar valores diferentes para os hospitais dos municípios. Por isso, São Leopoldo recebe valor menor do que outras cidades. A orçamentação é um incentivo que não existe mais.

Ainda conforme o Estado, nesta quarta-feira o governo liberou R$ 41 milhões para os municípios, referentes aos repasses de fevereiro deste ano, sendo que os de janeiro já foram enviados. "O Estado não tem pendências financeiras com o Hospital Centenário, estando em dia com seus compromissos, visto que os valores são sequestrados todos os meses dos cofres do Estado, mediante medida judicial." Conforme a nota, a perspectiva que existe para São Leopoldo de recurso novo é para a Oncologia, o que já vem sendo tratado pelo Estado com o Ministério da Saúde. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895