"43ª Expointer vai acontecer", diz secretário da Agricultura, Covatti Filho
capa

"43ª Expointer vai acontecer", diz secretário da Agricultura, Covatti Filho

Organizadores garantem que feira vai obedecer regras sanitárias de combate e prevenção ao coronavíus

Por
Nereida Vergara

Organizadores reforçaram compromisso com o cuidado às questões sanitárias

publicidade

A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) e as entidades organizadoras da Expointer, em reunião ocorrida na tarde desta terça-feira, alinharam posicionamento a favor da realização da feira em 2020, levando em consideração todos os protocolos sanitários recomendados para a prevenção e controle do Covid-19.

A notícia foi dada pelo secretário Covatti Filho, segundo o qual não haverá dificuldade técnica ou operacional para fazer com que o evento se concretize, nem por parte da Seapdr nem da comissão organizadora.

De acordo com Covatti, as entidades manifestaram o desejo de que a Expointer ocorra na data em que consta no calendário estadual de feiras da secretaria, de 29 de agosto a 6 de setembro. "Mas se não for possível exatamente dentro deste período, os organizadores entendem que a feira deve ter o mês de setembro como prazo limite", adiantou. O secretário disse que a partir de agora a Seapdr irá se reunir com a Secretaria da Saúde para elaborar um plano de contingências que dê segurança ao público e aos expositores que estarão no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio.

No ano passado, a 42ª Expointer atingiu o faturamento de R$ 2,69 bilhões, dos quais R$ 2,54 milhões em intenções de negócios do setor de máquinas e implementos agrícolas. "É muito importante o produtor saber que nossa disposição é de que a feira aconteça. Ela só não ocorrerá se houver agravamento da pandemia e o governador Eduardo Leite for obrigado a cancelá-la", assegurou Covatti.

Edição de 2019 atraiu 416 mil visitantes ao Parque de Exposições Assis Brasil | Foto: Fabiano do Amaral

Participaram da reunião líderes da Farsul, Fetag, Febrac, Ocergs, o prefeito de Esteio, Leonardo Paschoal, e o subsecretário do Parque de Exposições, José Arthur Martins. O presidente da Febrac, Leonardo Lamachia, disse que a sinalização de que a maior feira agropecuária do Rio Grande do Sul e uma das maiores do Brasil se realizará traz tranquilidade ao criador. "É um alento para quem está preparando seus animais no campo e que conta com a exposição", ressaltou.

Carlos Joel da Silva, presidente da Fetag, também acentuou que esta é uma notícia muito boa para a agricultura familiar, em especial para as agroindústrias que neste ano, em função da pandemia, tiveram de enfrentar o cancelamento de inúmeras feiras no Estado.