Argentina faz novo ataque contra nuvem de gafanhotos na fronteira

Argentina faz novo ataque contra nuvem de gafanhotos na fronteira

Grupo de insetos está perto do território brasileiro, mas frente fria pode acabar espantando a praga

R7

Técnicos argentinos dizem que a população dos insetos está diminuindo

publicidade

A Argentina fez o terceiro ataque contra a nuvem de gafanhotos perto da fronteira com o Brasil no domingo. O Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentar (Senasa) postou no Twitter vídeos da operação e técnicos dizem que a população dos insetos está diminuindo.

Em um dos vídeos postados é possível ver um dos técnicos usando um produto químico para diminuir ainda mais a população de gafanhotos na região, além de garantir que a equipe vai continuar monitorando os insetos.

Na última semana, os gafanhotos se tornaram um grande problema para a região rural da Argentina, com uma nuvem de até 40 milhões de insetos se deslocando pela área.

Os ataques anteriores da Argentina mataram 15% da população de gafanhotos na nuvem, segundo informações do Sindicato das Empresas de Aviação Agrícola do Brasil (Sindag), que garante que o país tem aeronaves prontas para combater os insetos, caso eles cruzem a fronteira.

Existia um grande risco dos gafanhotos chegarem até o Brasil pela fronteira com o Rio Grande do Sul, mas a frente fria que chegou no país durante o final de semana pode manter os insetos longe, já que eles preferem climas quente.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895