Carne bovina: Argentina limita suas exportações

Carne bovina: Argentina limita suas exportações

Objetivo é frear a inflação

Correio do Povo

publicidade

Para frear a inflação, o governo da Argentina suspendeu até 31 de dezembro de 2023 as exportações dos cortes de carne bovina preferidos no país. Pelo decreto publicado em 30 de dezembro no Boletín Oficial, o diário oficial argentino, estão proibidos embarques de carcaças inteiras, meias carcaças, quartos dianteiros com osso, quartos traseiros com osso, meias carcaças incompletas com osso e quartos dianteiros incompletos com osso, frescos, resfriados ou congelados. Também ficam limitadas as vendas ao exterior de costela com ou sem osso, saia, matambre, “tapa de asado”, coxão mole (traseiro), paleta e vazio.
O texto sustenta que as medidas buscam gerar um equilíbrio entre o mercado argentino e a exportação de carnes. A regulamentação será feita pelo Ministério da Agricultura.



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895