Aumenta a procura na área de máquinas na Expodireto

Aumenta a procura na área de máquinas na Expodireto

Apesar da intenção de aquisição, taxas de juros não estão convidativas

Correio do Povo

Produtores percorrem a feira atentos aos lançamentos mais recentes de máquinas e novas tecnologias

publicidade

No penúltimo dia da Expodireto Cotrijal, na quinta-feira, os estandes de máquinas agrícolas seguiam cheios de produtores rurais. A estiagem que atingiu o estado impulsionou a busca por sistemas de irrigação. O analista financeiro da Fockink, Vagner Oliveira Lopes, disse que a procura aumentou assim como a dificuldade de crédito.

Outra questão para o comprador são linhas de financiamento viáveis. As taxas de juros não estão baixas, tanto no BNDES quanto no CDC. Os bancos estão operando com recursos próprios, mas não com os juros oferecidos pelas linhas oficiais. Mesmo assim a procura aumentou em 50% em relação ao ano passado, explicou Lopes.

O gerente divisional de vendas da John Deere Brasil, Eduardo Martini, afirmou que a feira está dentro da expectativa. “Está muito similar ao que foi o ano passado, com uma procura grande por plantadeiras, pulverizadores e tratores. O produtor quando investe em uma máquina é a longo prazo e não olhando na safra anterior”, observa.

Márcio Fülber, diretor comercial da Stara, disse que o sentimento em relação à feira é positivo. “Estamos com uma visitação menor em relação ao ano passado, o que já era esperado. Mesmo assim, a inovação tem gerado bons volumes de negócios”, comentou.

O produtor rural Daniel Durigon comprou uma plantadeira durante sua visita à exposição, em Não-Me-Toque, e explicou que a decisão foi tomada “pela facilidade de manejo, que é um ponto muito positivo”.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895