capa

Memorial Expodireto: Início foi voltado à região

Relembre a trajetória de sucesso da Expodireto Cotrijal

Por
Correio do Povo

No ano 2000, os negócios encaminhados na feira chegaram a R$ 21 milhões

publicidade

A Expodireto Cotrijal nasceu no ano 2000 com a proposta de ser uma feira exclusivamente de negócios que beneficiasse um cenário regional com grande concentração de lavouras e de indústrias de máquinas e implementos agrícolas.

A meta inicial de negócios foi bastante modesta, de R$ 15 milhões, mas prenunciava um evento que iria crescer a chamar a atenção do produtor rural em busca de profissionalização.

Ao final daquela edição, o faturamento chegou a R$ 21 milhões. No ano seguinte, com o parque de exposições ampliado de 32 para 64 hectares, o faturamento cresceu cerca de 50%, atingindo R$ 32 milhões.

Empresários e líderes do agronegócio gaúcho, como o então presidente da Farsul, Carlos Sperotto, comemoraram a Expodireto como sendo uma reação do agronegócio ao Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST), que no início daquele ano havia invadido e destruído um canteiro de experimentos com sementes transgênicas na sede da Monsanto, em Não-Me-Toque.

 

 

Para relembrar a trajetória de sucesso da Expodireto Cotrijal, o Correio do Povo apresenta uma linha do tempo que relembra a história da feira. Clicando no símbolo de "menos" (-) no mapa abaixo é possível diminuir a escala de anos e navegar pelas duas décadas de feira clicando e arrastando o mouse para a direita. Confira: