Brasil pode dobrar exportações de carne bovina em até 7 anos

Brasil pode dobrar exportações de carne bovina em até 7 anos

Projeção foi dita por especialistas durante a Jornada Nespro, evento previsto na programação da Expointer Digital

Cíntia Marchi

Carne bovina vive alta de cotações

publicidade

Responsável por 18% de toda a carne bovina exportada no mundo, estimativas de especialistas apontam que o Brasil poderá dobrar os embarques em até 7 anos. Para alcançar esta marca, o foco deve ser as vendas aos países em desenvolvimento. Mas, com produtos diferenciados e produzidos em menor escala, os pecuaristas gaúchos devem continuar mirando mercados exigentes, como União Europeia e Estados Unidos. Estas foram algumas das considerações feitas hoje pelos painelistas da Jornada Nespro, promovida pelo Núcleo de Estudos em Sistemas de Produção de Bovinos de Corte e Cadeias Produtivas da Carne (Nespro), da Ufrgs, dentro da Expointer Digital. “O Brasil tem que atuar de forma mais agressiva em ambos os tipos de mercado”, destaca o coordenador do Nespro, Júlio Barcellos.

O professor da Ufrgs e coordenador do Nespro, Júlio Barcellos, visitou à 43ª Expointer. | Foto: Mauro Schaeffer

Para o professor da Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos, da USP, José Bento Ferraz, se o Brasil pretende expandir seus embarques, deve persistir na busca por alta produtividade. “Isto se faz investindo em material genético de qualidade”, aponta. O diretor global para contas estratégicas da Cargill, Antônio Mário Penz, defende que o foco seja os países em desenvolvimento porque, além de imporem menos barreiras comerciais do que mercados mais exigentes, possuem potencial para aumentar a renda de sua população e reverter estes valores em consumo de proteína animal.

O adido agrícola do Ministério da Agricultura, em Bruxelas, Bernardo Todeschini, lembrou que o dinamismo construído pelo setor se deu a partir de investimentos em pesquisa científica, saúde animal, qualificação industrial e negociações internacionais.

A Jornada Nespro segue amanhã e pode ser conferida no site oficial da Expointer Digital.

Veja Também


publicidade


publicidade


publicidade


publicidade


publicidade


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895