Bulldog francês exótico participa de campeonato na Expointer
capa

Bulldog francês exótico participa de campeonato na Expointer

Cinco cachorros se apresentam pela primeira vez na feira em Esteio

Por
Fernanda Bassôa

Alan, de 3 anos, tem origem na Polônia e se apresenta pela primeira vez em Esteio

publicidade

Quem decidir visitar a Expointer mesmo com o tempo intável deste sábado poderá conferir não só animais do campo. O 2º Expocani - Campeonato Internacional de Canicross – que acontece hoje na pista 8 do gado leiteiro do Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, tem participação inédita e única apresentação de cães da raça bulldog francês exótico. Alan, de 3 anos, veio da Polônia e apresenta-se para o público na companhia de outro macho e mais três fêmeas da mesma raça, mas de linhagem americana. 

O advogado Alexandre Oliveira Soares da Silva, do Canil Chateaux de France, de Porto Alegre, responsável pela vinda da raça à feira, conta que é o primeiro ano que os animais participam da Expointer. “Neste ano houve a liberação para os pequenos animais. É uma porta que se abre, tendo em vista que a feira é voltada para animais exclusivamente agrícolas e os cães são animais de dentro de casa. É importante essa participação porque os pets estão tomando conta da sociedade, das relações pessoais e interpessoais. A causa animal é um tema que está mais forte do que nunca.”

Com relação as características do bulldog francês exótico, ele conta que são cães de companhia e extremamente sensíveis a mudança de temperatura. “Eles tem problemas com o calor e temperaturas muito altas, pois tem o focinho muito curto e por isso respiração curta. É sugerido que eles sejam criados em ambientes refrigerados”, detalha.

O Expocani é uma competição de corrida com cachorro, onde o esporte de origem européia foi criado para treinar cães de trenó. A atividade consiste em uma corrida em terreno rústico. Hoje, a proposta da atividade é também fortalecer os laços afetivos entre cães e donos, estimulando a prática desportiva e a proteção da vida animal.

Alan veio da Polônia / Foto: Guilherme Testa