Expointer encerra 42ª edição com aumento de 17,37% nos negócios
capa

Expointer encerra 42ª edição com aumento de 17,37% nos negócios

Movimentação total alcançou os R$ 2,69 bilhões ao longo da feira

Por
Correio do Povo

Governador Eduardo Leite participou da apresentação dos números

publicidade

Com um resultado financeiro de R$ 2,69 bilhões, 17,37% maior que o do ano passado, encerrou neste domingo a 42ª Expointer, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. O balanço da feira foi apresentado pelo governador Eduardo Leite e pelo secretário da Agricultura Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho. Do total comercializado, R$ 2,54 bilhões correspondem às intenções de vendas de máquinas e implementos agrícolas, representando um incremento de 11,43% sobre o obtido em 2018.

O presidente do Sindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas do Rio Grande do Sul (Simers), Claudio Bier, que antes da feira projetara alta entre 5% e 7% para as vendas, disse que o desempenho do setor tem se mostrado consistente nos últimos quatro anos. Bier solicitou ao governador a ampliação da área de máquinas da feira para que as empresas possam trazer todas as suas novidades.

O segundo maior volume de vendas foi o de animais, com R$ 8,44 milhões, 18% menor que o de 2018. De acordo com o presidente da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul), Gedeão Pereira, o cancelamento da 15ª Feira de Novilhas da Farsul, por um problema de sanidade animal, foi um dos responsáveis pelo recuo. "Somente este remate movimentaria cerca de R$ 1 milhão", destacou. Também colaboraram no decréscimo a redução nas vendas de sêmen e coberturas.

As vendas do Pavilhão da Agricultura Familiar, com 316 expositores, número recorde desde que se iniciou a Feira de Agricultura Familiar na Expointer, em 1999, atingiram R$ 4,54 milhões, 13,51% a mais que no ano passado. Os empreendimentos de artesanato somaram vendas de  R$ 1,38 milhão, 8,38% acima de 2018. O presidente da Federação dos Trabalhadores da Agricultura (Fetag), Carlos Joel da Silva, afirmou que os números novamente confirmam o potencial do pequeno agricultor e tudo que ele tem para oferecer.

Nesta edição, 420 mil pessoas visitaram o Parque de Exposições Assis Brasil em nove dias de feira, 13% a mais que no ano passado. Encerrado o balanço, o secretário Covatti Filho reconheceu que o parque apresentou problemas com o fornecimento de energia elétrica, registrando durante a semana períodos de falta de luz. "Já temos o aval do governador para iniciar imediatamente um projeto de melhoria na eletrificação do parque para o ano que vem", anunciou. A próxima feira já tem data marcada: de 29 de agosto a 6 de setembro de 2020, ano em que também serão comemorados os 50 anos do Parque de Exposições com o primeiro Festival de Música Tradicionalista da Expointer.