Farsul celebra realização da Expointer 2021

Farsul celebra realização da Expointer 2021

Presidente da entidade, Gedeão Pereira definiu edição como histórica

Nereida Vergara

Presidente da Farsul exaltou realização da Expointer 2021

publicidade

“Uma Expointer magnífica.” Assim o presidente da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul), Gedeão Pereira, definiu na manhã de domingo a 44ª edição da maior feira agropecuária do estado e uma das maiores da América Latina. "Na expectativa que tínhamos não chegaria a tanto, mas só pelo fato de ter sido a primeira Expointer em que entraram animais não vacinados e pessoas com vacina, a torna histórica", comentou. 

Pereira ressaltou que no aspecto da pecuária os produtores deram um "show", inclusive com a vinda de animais do Paraná e Santa Catarina, beneficiados pelo status de zona livre de febre aftosa sem vacinação conquistado pelo Rio Grande do Sul em maio. Sobre o resultado financeiro, o dirigente admitiu que foi fraco, de pouco mais de R$ 850 mil (em 2019, a comercialização de animais atingiu R$ 8,44 milhões).

O coordenador da Comissão de Exposições e Feiras e diretor administrativo da Farsul, Francisco Schardong, acredita que o entusiasmo dos criadores na Expointer terá reflexos nos remates de primavera, que se iniciam em outubro. Segundo ele, já estão marcados até o momento 20 remates de terneiros e fêmeas para a temporada. Sobre possíveis preços nos remates, Gedeão Pereira acrescentou que estes podem ser impactados se até lá não estiver resolvida a questão da Encefalopatia Espongiforme Bovina, conhecida como doença da vaca louca, que travou as vendas de carne brasileira para a China, após a confirmação de dois casos, em Minas Gerais e Mato Grosso, na semana passada.


publicidade


publicidade


publicidade


publicidade



publicidade


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895