Pela primeira vez, Expointer terá julgamento de animais Ultrablack
capa

Pela primeira vez, Expointer terá julgamento de animais Ultrablack

Raça sintética originária da Austrália foi introduzida no país pela Associação Brasileira de Angus

Por
Danton Júnior

Pela primeira vez, a Expointer vai contar com julgamento de animais Ultrablack, raça sintética originária da Austrália e introduzida no Brasil pela Associação Brasileira de Angus

publicidade

Pela primeira vez, a Expointer vai contar com julgamento de animais Ultrablack, raça sintética originária da Austrália e introduzida no Brasil pela Associação Brasileira de Angus. A disputa ocorre no dia 27 de agosto, com 16 animais que fazem parte da primeira geração da raça produzida no Brasil. Os exemplares que entram em pista pertencem a três criatórios do Rio Grande do Sul: Cia Azul (Uruguaiana), Cabanha São Xavier (Tupanciretã) e Fazenda Quatro Linhas (Guaíba).

Com 81% de sangue Angus e 19% de sangue zebuíno, a raça é considerada uma alternativa para cruzamento com fêmeas F1 (oriundas do cruzamento Angus x Nelore) visando a produção de carnes premium. A estimativa da associação é de que estes cruzamentos tenham início em 2020. Uma das metas para o futuro é a criação de um selo específico, dentro do programa Carne Angus Certificada - que admite animais com no mínimo 50% de sangue Angus.

A utilização do Ultrablack em fêmeas meio-sangue vai proporcionar animais com 65% de sangue da raça britânica. "Isso naturalmente vai melhorar a carne", aposta o presidente da Associação Brasileira de Angus, Nivaldo Dzyekanski. Segundo o gerente de fomento da associação, Mateus Pivato, a associação está buscando parcerias com universidades e instituições de pesquisa para produção de dados sobre o desempenho da raça no Brasil.

A entidade projeta um crescimento de 10% nos abates do programa Carne Angus Certificada neste 2019, mesmo com um desempenho um pouco abaixo do esperado no primeiro semestre, influenciado pelo "vazio forrageiro", que impactou na oferta. O volume previsto para o ano é de 42 mil toneladas equivalente carcaça.

Com a retomada dos abates nas plantas da Marfrig em Alegrete e Bagé, em março, a iniciativa soma 40 frigoríficos certificados em todo o país, sendo que uma nova planta deve ser anunciada até o final de agosto. A programação do Angus na Expointer, apresentada ontem à imprensa, conta ainda evento de degustação, participação na Vitrine da Carne Gaúcha e julgamentos. A raça conta com 103 animais de argola inscritos para a exposição.